Secretaria Municipal de Saúde

Secretaria Municipal de Saúde

Vanessa Lima Dias

ENDEREÇO: Rua José Alves Vilela, Qd-13 Lt-01, Setor Planalto, Perolândia-GO
E-MAIL: saude@perolandia.go.gov.br
FONE: (64)3639-1112
HORÁRIO DE ATENDIMENTO: das 8h00min às 11h00min e das 13h00min às 17h00min

Atribuições

Atenção básica em saúde / Estratégia de saúde da família:

UBS: Acolhimento; Consultas odontológicas (procedimentos: Consultas de prevenção, limpezas (raspagem e remoções de calculo) Restaurações, extrações e biópsias); consulta de enfermagem, consultas médicas (clínico geral, coletas de exames para tuberculose; consultas nutricionais, distribuição de preservativos; exames preventivos; grupos de educação em saúde; planejamento fa1miliar; pré-natal de baixo risco, procedimentos de enfermagem – curativos) atendimento e visitas domiciliares, teste rápido HIV, sífilis, Hep B,C, teste da mamãe.

Ambulatório Municipal 24 h

É um estabelecimento de saúde de complexidade intermediária e deve compor uma rede organizada em conjunto com a Atenção Básicas de Saúde e a Rede Hospitalar pactuada e conveniada com municipios vizinhos. Configuração da rede de atenção às urgências, em conformidade com a lógica de acolhimento e de classificação de risco, observadas as seguintes diretrizes:

  • Funcionar de modo ininterrupto nas 24 (vinte e quatro) horas do dia e em todos os dias da semana, incluídos feriados e pontos facultativos e equipe multiprofissional interdisciplinar compatível com seu porte;
  • Acolher os usuários e seus familiares;
  • Trabalhar articulada com a Rede de Atenção Básica, SAMU 192, Hospitais, apoio diagnóstico e terapêutico, construindo fluxos de referência e contrarreferencia regulados pelas Centrais de Regulação e ou Complexo Regulador.

Procedimentos: Consultas clínicas, USG, ECG, suturas e curativos de receita, Dermatologista e com procedimentos, Eletrocardiograma, Eletroencefalograma em vigília e em sono, Espirometria, Fonoaudiologia, Teste

CENTRO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE/EPIDÊMIO/COORD. VACINAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO CENTRO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE: VIGILÂNCIA AMBIENTAL/ ENDEMIAS:

Atividades de prevenção e controle do mosquito transmissor da Dengue, Febre Chikungunya e Zika Vírus, destacando: visitas domiciliares (LI + T), visitas aos Pontos Estratégicos – PE´s (borracharias, ferros-velhos, cemitérios, lojas de materiais de construção), pesquisa vetorial especial (PVE) em caso de notificação de suspeita da doença, bloqueio de transmissão com a aplicação de inseticida, Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), identificação de larvas, pupas e mosquitos adultos coletados pelos agentes de combate às endemias ou oriundas da população e digitação no sistema de informação do programa. Atividades realizadas com base nas Diretrizes Nacionais para Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue, dentro do Programa Nacional de Controle da Dengue;

II – Atendimento às denúncias e reclamações e fornecimento de orientações relacionadas com: água parada, proliferação de mosquitos, roedores, falta de limpeza e higiene de domicílios, criação irregular de animais em perímetro urbano, proliferação de pulgas, carrapatos, morcegos, pombos urbanos e animais peçonhentos;

III – Atividades de Controle de Roedores: realização de vistorias com a
recomendação de medidas de prevenção/controle, com vistas à prevenção da leptospirose;

IV – Atividades diversas de Educação em Saúde com ênfase em Prevenção e Controle de Zoonoses e Doenças causadas por animais de interesse à Saúde Pública;

V – Programa da Raiva: encaminhamento de amostras para exame laboratorial de raiva para fins de monitoramento, conforme demanda; monitoramento das agressões causadas por animais através da análise das fichas de notificação de atendimento antirrábico humano e da busca ativa (inquéritos epidemiológicos) por meio de visitas a campo para investigação e observação oportuna dos animais agressores; realização de bloqueio de foco com vacinação antirrábica canina e felina em caso de positividade para raiva em morcegos;

VI – Programa VIGIAGUA: coleta e envio de amostras de água da rede de abastecimento para fins de monitoramento da qualidade da água para consumo humano (32 amostras mensais). Realização de inspeção sanitária nas Estações de Tratamento de Água do município. Digitação no sistema de informação do programa.

IMUNIZAÇÕES:

I – Realização do pedido, controle de estoque e busca mensal das vacinas em Jataí/GO, no ARS Sudoeste II;

II – Planejamento e realização das Campanhas propostas pelo Ministério da Saúde, buscando imunização do público-alvo, atra- vés das metas preestabelecidas, envolvendo profissionais, refei- ções, certificados e veículos;

III – Vacinação das Instituições de Longa Permanências (ILPs), domicílios, atendendo os usuários que não têm condições de ir à unidade;

IV – Processo administrativo para solicitação das vacinas especi- ais, desde os documentos necessários para encaminhar ao CRIE e após direcionamento do usuário para receber a vacina na rede;

V – Vacinação dos recém-nascidos com as vacinas BCG e Hepatite B;

VI– Acompanhamento, correções e envio dos registros sobre vacinas dentro do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) ao Ministério da Saúde;

VII- Monitoramento das coberturas vacinais e planejamento para ações necessárias frente aos dados encontrados;

VIII – Digitação, acompanhamento e conclusão dos processos ad- versos relacionados às vacinas, como:

  • Erros programáticos (quando um imunobiológico é ad- ministrado inadvertidamente);
  • Eventos adventos (reações vacinais fora do esperado);
  • Imunobiológicos sob suspeita (quando as vacinas so- frem alterações de temperaturas);

IX – Controle e conservação adequada das vacinas da rede frio, as quais devem ser mantidas entre +2°C e +8°C;

X – Busca ativa dos faltosos, principalmente quanto as vacinas especiais;

XI – Realização e preparo das capacitações e reciclagem com vacinadores.

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA:

I – Conferência das Declarações de Óbito (DOs) de moradores de Perolândia/GO;

II – Digitação das DOs no Sistema de Informação sobre Mortalidade;

III – Acompanhamento epidemiológico da mortalidade;

IV – Investigação em prontuários e a domicílio das mortalidades infantis, maternas e de mulheres em idade fértil;

V – Conferência e correção de fichas de notificação compulsórias enviadas pelas Unidades de Saúde Dometil Souza Cruz;

VI – Digitação dos dados das fichas de notificação compulsória no Sistema Nacional de Agravos de Notificação;

VII – Informes epidemiológicos dos dados de doenças e agravos notificados;

VIII – Capacitação com profissionais de saúde para o correto preenchimento das fichas de notificação compulsória.

VIGILÂNCIA SANITÁRIA:

I – Vistoria e licenciamento em casas geriátricas;

II – Vistoria e licenciamento em escola de educação infantil;

IV – Vistoria e licenciamento em estabelecimentos de dedetização, limpeza de caixas d’água e piscinas;

V – Vistoria e licenciamento em lavanderias;

VI – Vistoria e licenciamento em bares, restaurante, comércio de alimentos, refeitórios, cozinhas industriais, depósitos de alimentos e indústria de alimentos;

VII – Vistoria e licenciamento em consultórios médicos, consultórios odontológicos, clínicas médicas, consultórios e clínicas veterinárias e laboratórios de prótese dentária;

VIII – Vistoria e licenciamento em consultórios odontológicos com RX, clínicas odontológicas com RX e serviços de rádio imagem;

XIV – Investigações de surtos de infecção alimentar (DTAs) e coleta de amostras;

XV – Vistoria e licenciamento em Hotéis;

XVI – Vistoria e licenciamento em clubes quem possuem piscinas;

XVII – Vistoria e licenciamento de laboratórios de análises clínicas, postos de coleta, laboratórios de patologia, farmácias e drogarias;

XVIII – Vistoria e licenciamento de Distribuidoras de Medicamentos, de Produtos de Saúde, de cosméticos e saneantes e Importadoras de produtos de Saúde;

XIX – Recebimento de processos de AFE (Autorização de Funcionamento) para serem encaminhados à ANVISA;

XX – Atender denúncias diversas referentes a todos os estabelecimentos de saúde, alimentação, e que são de responsabilidade de licenciamento deste setor;

XXI – Apreensão e inutilização de produtos inadequados para consumo e/ou em situação irregular;

XXII – Liberação das licenças para os diversos profissionais autônomos relacionados com a área de saúde;

XXIII – Aprovação de Projetos para estabelecimentos de saúde;

XXIV – Revisão de relatório de medicamentos controlados portaria 344/98.

SAE / TISIO / LABORATÓRIO TERCERIZADO (Credenciado)

Serviço de Atenção Especializada gerencia o Programa Municipal DTS/AIDS/Hepatites Virais/Tuberculose e hanseníase. Trabalha com ações de prevenção, tratamento e orientação sobre essas doenças.

FARMÁCIA MUNICIPAL / ESTADUAL

Farmácia distribui os medicamentos do elenco mínimo pactuado com o Ministério da Saúde, além de outros medicamentos de maior demanda. Atende aos pacientes que consultam na rede ambulatorial do SUS desde que residam no município.

  • Horário: De segunda a sexta-feira das 7h às 17h.
  • E-mail: gabinete@perolandia.go.gov
  • Endereço: Rua José Alves Vilela s/Nº- Centro Perolândia Goiás
Carregando...